Rio Grande do Sul terá novo plano de doação de órgãos e transplantes 

Projeto deve ser implementado já no início de 2022, segue modelos de Santa Catarina e Paraná, líderes em doação de órgãos no país, e consiste em investir em hospitais, capacitação e remuneração de equipes,

Reorganização interna, informatização do processo desde a captação até o transplante de órgãos, e valorização de hospitais estratégicos, com capacitação e remuneração de equipes. Estes são os pilares principais da nova política da Central de Transplantes do Rio Grande do Sul, estado que já foi líder em doação de órgãos no país e, atualmente, ocupa o oitavo lugar.

O anúncio foi feito pelo médico Eduardo Elsade, diretor do Departamento de Regulação da Secretaria Estadual de Saúde do Rio Grande do Sul, e pelo médico Rafael Rosa, coordenador da Central Estadual de Transplantes, que participaram do seminário Desmistificando a Doação de Órgãos, realizado na Assembleia Legislativa do Estado no Dia Nacional da Doação de Órgãos, 27 de setembro.

A atividade foi tema de reportagem do jornal Extra Classe, disponível no link abaixo.

https://www.extraclasse.org.br/saude/2021/09/rio-grande-do-sul-tera-novo-plano-de-doacao-de-orgaos-e-transplantes/