No Desenrolar

“As experiências do meu corpo se sujeitando aos objetos, às instruções e às palavras são encaradas como situações de mesma natureza. Elas criam imagens que me mostram sujeita a mim mesma. No conjunto da exposição se faz presente a ideia de arte processual – propondo o cumprimento de tarefas e registrando tanto a execução quanto a instrução, eu objetivo expor o desenvolvimento e a ação do artista como arte”, observa Natalia Schull.
No Desenrolar foi selecionada via edital 2017.

artista

Vive e atua em Porto Alegre, RS. É artista visual e licenciada em Artes Visuais pela Ufrgs (2016). Realizou quatro exposições individuais: Outra Imagem, no espaço Maurício Rosenblatt na CCMQ, que recebeu o 4º Prêmio IEAVi em 2016; Em seu lugar, no Paço dos Açorianos, em 2015 e, na Galeria Voa, em 2016, e Tempo é contagioso, no Instituto de Artes da UFRGS em 2014. Participa de exposições coletivas desde 2013, destacando-se Novas Poéticas na UFRJ, no Rio de Janeiro, em 2015 e, no Museu do Futuro, em Curitiba, em 2016; e Fotos Contam Fatos, na Galeria Vermelho em São Paulo, em 2015. No mesmo ano teve o livro Presença Ausente publicado pela editora Azulejo Arte Impressa. Participou do 21º Salão de Artes Plásticas de Porto Alegre e recebeu indicação no X Prêmio Açoriano de Artes Plásticas, destaque em fotografia, em 2016.

data e horário
29 de setembro de 2017, às 19h

visitação
Até 5 de novembro de 2017, de terça a sexta-feira, das 10h às 19h; sábado, das 10h às 20h; e domingo, das 10h às 18h. Entrada franca

local
Fundação Ecarta (Avenida João Pessoa, 943, Porto Alegre/RS)